Eu até tento, mas não consigo desistir.

Todo dia é o mesmo esquema: chegar ao trabalho, organizar a pauta do dia e, assim que tiver um tempo livre, abrir milhões de abas com meus projetos de escrita; sejam eles livros, roteiros, posts ou estudos. Enquanto checo as notícias do dia, uma autoridade quer proibir livros LGBT+ e outra acabar com o Ancine.Continuar lendo “Eu até tento, mas não consigo desistir.”

Pare de se espelhar em prodígios

Dia desses, li o relato de uma autora que esperava já ser bem-sucedida aos 25 — com best-sellers figurando listas importantes, talvez sendo chamada para palestras e afins — e me identifiquei. Crise de “um quarto de idade” à parte, é comum estabelecermos metas baseadas em idades para nós mesmos. E claro, até faz sentidoContinuar lendo “Pare de se espelhar em prodígios”

Por que a sua ideia ainda não virou um livro?

Escrever não é fácil, mas é sim uma arte que pode ser aprendida com dedicação e insistência. Existem muitos motivos para que uma ideia nunca evolua (eu mesma tenho algumas engavetadas). Mas eu já vi muitas pessoas desistirem de uma história porque ela tem furos, problemas de enredo ou, colocando de forma mais simples, nãoContinuar lendo “Por que a sua ideia ainda não virou um livro?”

O que faz o ano ser realmente novo?

  Você já deve ter cansado de criar resoluções pra um novo ano e não cumprir nem metade. Ou cria metas muito altas ou tem preguiça de fazer mesmo as pequenas. Mas então, por que continuamos as definindo? Já dizia o Presidente Snow em Jogos Vorazes: “O único sentimento mais forte que o medo éContinuar lendo “O que faz o ano ser realmente novo?”

Crítica de “Todas as cores do natal”

Tá bem, sei que o natal já passou, mas é aquele velho ditado: “sabe como é né, fim de ano…” Então espero que a crítica ainda esteja em tempo, até porque essa é uma leitura que vale a pena em qualquer época do ano. Ultimamente, parece que o mundo vem finalmente se abrindo para históriasContinuar lendo “Crítica de “Todas as cores do natal””